• gigatron

7 tendências em meios de pagamento que estão se tornando realidade

O constante avanço tecnológico e as mudanças de comportamento dos consumidores — parte também causada pelo período de quarentena durante a pandemia — têm feito com que novos meios de pagamento ganhem cada vez mais destaque. Com isso, surgem também mais alternativas e novas oportunidades de negócio.



Neste artigo, preparamos uma lista com sete tendências em meios de pagamento que já se tornaram realidade. Elas se apresentam como soluções eficientes em relação às formas tradicionais já conhecidas, como: cartão de crédito, débito, dinheiro e boleto bancário. Confira!


1. Open banking

A ideia do open banking é o compartilhamento de dados e serviços bancários entre as instituições financeiras por meio da integração de plataformas e infraestruturas de tecnologia. Isso, é claro, mediante autorização prévia dos clientes. É necessário que os bancos passem a disponibilizar suas APIs para que os desenvolvedores sejam capazes de criar aplicativos.


Imagine, por exemplo, uma startup que desenvolve um aplicativo para controle de gastos. Com isso, as informações sobre as despesas dos clientes passam a ser coletadas diretamente da conta bancária, sem a necessidade de preenchimento manual.


A implementação do open banking no Brasil começará em 30 de novembro de 2020 e será concluída em outubro de 2021, passando por quatro fases.


2. Pagamento instantâneo

O pagamento instantâneo — chamado de PIX pelo Banco Central — está relacionado a um meio de liquidação de transferências de valores. O destaque é que elas poderão ser feitas em tempo real, mesmo fora do horário comercial e em todos os dias da semana — muita diferença em relação aos serviços atuais de transferência como TED e DOC.


O conceito é bem simples! Logo após a transferência de valores entre as contas, o beneficiário já terá o valor disponível. E para efetuar o procedimento, o pagador deverá ter uma conta com um Prestador de Serviço de Pagamento (PSP) e instalar sua aplicação no celular.


3. Carteira digital

A carteira digital é uma solução eletrônica que possibilita o armazenamento de todos os dados financeiros que são necessários para realizar uma compra e fazer um pagamento.


Atualmente no Brasil ela representa apenas 13% dos meios de pagamento utilizados no comércio eletrônico — segundo relatório da Worldpay. Mas, a tendência é que mais pessoas passem a utilizar o modelo por conta da sua grande praticidade.


4. Biometria

Nos dias de hoje é muito comum utilizar a biometria para desbloquear o celular ou acessar contas bancárias em caixas eletrônicos. Entretanto, a nova tendência é que ela também seja utilizada como um meio de pagamento.


Quer um exemplo? No ano de 2018, a Visa lançou um projeto piloto de cartão de pagamento biométrico em parceria com os bancos Mountain America Credit Union e Bank of Cyprus. Nos testes, a biometria foi registrada no cartão e era comparada com a impressão das digitais do cliente no momento da compra para validação.


5. Pagamento por proximidade

O pagamento por aproximação é possível graças ao uso da tecnologia de NFC, que permite a comunicação entre dois dispositivos. Os consumidores podem utilizar cartões digitais e dispositivos eletrônicos, como celulares e pulseiras.


Basta que os dispositivos possuam essa tecnologia e que o cliente tenha cadastro em uma plataforma de pagamento — como o Apple Pay. Recentemente, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões e Serviços (Abecs) expandiu o limite de pagamentos por aproximação de R$ 50 para R$ 100, sem a necessidade de utilização da senha.


6. Moedas digitais

Os pagamentos com criptomoeda agora são aceitos por muitas marcas. Eles são registrados na blockchain — uma espécie de livro digital distribuído e descentralizado. As transações realizadas são permanentes, ou seja, não podem ser modificadas ou excluídas, fazendo com que as chances de fraude sejam muito reduzidas.


7. Pagamentos sociais

Para as empresas que desejam vender mais pelas redes sociais, o link de pagamento é uma ferramenta capaz de garantir maior conversão, de uma forma mais eficiente e rápida. Para isso é necessário cadastrar a empresa em uma plataforma e atribuir produtos para ela.


Como foi possível visualizar nos tópicos acima, as oportunidades e estratégias para explorar o setor financeiro são variadas. E aí qual você está mais adaptado? Já conhecia esses meios de pagamento? Deixe seu comentário abaixo.


3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo